In English
Multiolhares

Multiolhares

Neste ano, com a exposição/sessão “Anti”, a Multiolhares continua como o reduto da produção audiovisual experimental no Olhar de Cinema. Ampliando não apenas o número de obras convidadas, mas também seu formato de exibição, a mostra vai além da sala de museu e também conta agora com sessões na tradicional sala de cinema.

Vivemos um momento extremamente prolífico na produção de imagens em movimento, por todo o mundo; imagens disseminadas principalmente na internet, através de redes sociais que nos conferem – ilusoriamente ou não – maior liberdade de escolha. Entretanto, quantas e quais dessas imagens permanecem em nossa memória após a fruição? Seriam necessariamente aquelas mais refinadas sob certos padrões estéticos? Esses padrões nunca serão os mesmos, ou há neles alguma essência atemporal? Uma imagem possui qualidades em si mesma, ou inevitavelmente depende de um contexto?

Aqui, “sequestradas” da publicidade, da televisão popular, do filme científico, dos softwares, dos videogames, dos videoclipes, até mesmo dos tantas vezes subestimados filmes mudos, essas imagens são então “devolvidas” ao que nosso momento histórico entende por “arte contemporânea”. Não se trata de negar romantica e utopicamente a implacável cultura globalizada, mas de regurgitá-la ao máximo possível, talvez pelo nobre esforço de que nunca se torne homogênea. Ou apenas por puro prazer.

João Krefer | curador

OBRAS NA EXPOSIÇÃO – Museu Oscar Niemeyer, 11/06 (abertura às 19h, entrada franca), 12/06 até 07/07 (terça a domingo, 10h-18h)
OBRAS NA SESSÃO DE SALA – Cinemateca, 12/06 (18h45) / Espaço Itaú, 13/06 (16h)